Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Eu sou uma idiota, não tenho dúvidas disso.

por Peixe Frito, em 18.05.18

tumblr_oq2msizqTF1rlys5co1_500.png

Alguns chamam-lhe imaturidade, outros infantilidade. Outros estupidez e outros ainda falta de senso ou noção da vida e das responsabilidades. Outros afirmam que é "não querer saber e se estar borrifando para tudo" e outros é porque se é estranho ou esquisito ou porque não se precisa / valoriza. Ou como me disseram uma vez: "Mas tu achas que a vida é só rir e comer bolachas, é?".

Eu chamo-lhe ser descontraído e viver a vida. Sermos nós próprios. Rir se apetecer. Dançar no meio da rua ou cantar a música que está a dar no café por onde se passou. Ir aos saltinhos com uma criança com 1/5 da sua idade, a dizer-lhe: não podes pisar a cor vermelha!! e andarem as duas em bicos de pés e a evitarem a dita cor, pintada em desenhos abstractos no pavimento, a rir que nem doidas se a outra pisa a cor que não deve. Fazer mímica para alguém no meio da multidão, a fazer de conta que lhes estamos a tentar dizer alguma coisa, sem estar a dizer nada, tudo aleatório sem sentido, só para fazer a outra pessoa rir das nossas figuras. Sorrir só porque sim depois de dar um beijo a quem nos aquece o coração e abraçar calorosamente só porque apetece.

Gostava de saber onde está escrito que temos de andar constantemente a carregar as nossas cruzes, fados e desfados, rodeados de uma nuvem negra constantemente a trovejar e gotejar chuva, nos lamentado que a vida não nos corre como queremos. E que tal variar? Tentar ver além disso. Não é por não estarmos a chorar ou vestidos de preto, que dói menos e fazemos menos o luto do que for, seja de sentimentos, de pessoas. Que não continua a custar o dinheiro não esticar, a saúde de terceiros não melhorar e nós próprios não sabermos para onde nos virar.

Eu sou uma idiota e tenho orgulho nisso. Há-de estar a casa a ruir e eu ainda me rir que ia levando com um calhau na tola. E não é por isso que tenho menos senso de responsabilidade, maturidade, sinto menos a dor, a mágoa, a tristeza. É alma velha a que carrego no meu ser. A mesma que me diz para descontrair e sentir o calor do sol invés de me focar que estão nuvens a aparecer no horizonte.

É este o meu recado a quem me diz que a vida não é só rir e comer bolachas. Para alguns não, para outros talvez. Não é só rir e comer bolachas mas é também chorar a rir e comer um gelado ou um pires de caracóis, de tempos a tempos.

Se não se sabe ser livre, não se tente limitar a liberdade dos outros.Tenho dito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:37


2 comentários

Imagem de perfil

De Alfa a 20.07.2018 às 13:06

Adorei, partilho alguma dessa "insanidade" saudável éo que nos mantém de pé às vezes.
Imagem de perfil

De Peixe Frito a 26.07.2018 às 15:51

Completamente!
A genuinidade e simplicidade em sermos apenas nós próprios, não têm preço.
Seguir condutas e rótulos, não é propriamente coisa que me assista, como diz o outro.
Beijoquinhas!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D